Press "Enter" to skip to content

Série A Última Cruzada: A Guilhotina da Igualdade – Capítulo 3

Anteriormente…

“Nos anos de 700, por volta de 700, surge a fé muçulmana, a entrada foi muito rápida e pouco a pouco foram tomando as vilas, as cidades…

Um grupo de nobres da França se reuniu e formou uma ordem. Essa ordem foi a “Ordem dos Templários”.

Rei Filipe Quarto queria expandir seu poder a qualquer custo para enfrentar a Inglaterra e usa o Papa que está sob o seu domínio para proibir a ordem e confiscar seus bens.

Portugal reconhece o valor da Ordem e dá salvo conduto e abrigo a essa Ordem. Então essa ordem vai continuar em Portugal, mas com o nome “Ordem de Cristo”.

Então eles foram formados geração em geração na conquista de território, desbravamento do território até que não tem mais território a conquistar, só nos resta o mar.

Cabral era grão mestre da Ordem de Cristo, sua frota afastou-se bastante da costa africana até desembarcar do que chamaram de Porto Seguro. Aí o Brasil nasceu, os indígenas nunca mais serão os mesmos, os portugueses nunca mais serão os mesmos.

Essas tribos viviam em guerra permanente, não se aceitavam uns aos outros de maneira alguma. Percebam que a natureza das capitanias, ela é oposta a uma ideia de ciclos econômicos.

Os brasileiros até o século 19 não se chamavam colonos. […] Não era racial, ela se torna racial no século 19. Aliados contra intrusos, índios, brancos e negros carregaram em si o desabrochar da brasilidade.

A luta gerou um sentimento de identidade com a própria terra e deu origem ao primeiro exército brasileiro. […]”

Assista ao terceiro episódio completo da série – A Última Cruzada:

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *